disney-channel-ou-disney-junior-qual-vamos-perder
Disney Channel ou Disney Junior? Qual vamos perder?

Diogo Fernandes, 2 de maio de 2020 20:26

Com o chegada do Disney+ a vários países, vários canais do Disney Channel encerraram as suas transmissões. Em Portugal apenas temos o Disney Channel e o Disney Junior, pelo que, seguindo a tendência de outros países parece inevitável que um destes vai de facto, encerrar.

Aqui está a lista de canais que encerraram a sua transmissão até ao passado mês de abril:

  • Disney Channel (Itália)
  • Disney Junior (Itália)
  • Disney Channel (Austrália)
  • Disney Junior (Austrália)
  • Disney XD (Alemanha)
  • Disney XD (França)
  • Disney XD (Espanha)
  • Disney XD+ (Reino Unido)

A forma que cada um de nós vê televisão está a mudar cada vez mais para o streaming, e é por isso que a Disney está a fazer uma aposta tão grande no Disney+, e de certa forma ao encerrar alguns canais está a transferir os telespectadores para o seu serviço.

Mas a grande pergunta fica, qual acham que é o canal que vamos perder? O Disney Channel ou o Disney Junior?

Disney Channel Disney Junior Disney

Entra na tua conta para poderes comentar e ganhar pontos, Clica aqui.

Bombjackhá 5 meses
1º Nível - Baby Yoda

Eu acho que não vamos perder nenhum dos canais porque tem muitos seguidores. Tem lógica manter os canais, manter esses seguidores e ir buscar mais mais através do D+. Há muita gente que vai pagar pra mudar de "plataforma". Talvez mais tarde...


diogofernandeshá 5 meses
10º Nível - Mickey

Acho que se acontecer vai estar relacionado com uma redução de custos, porque ter dois canais fica caro, enquanto que o Disney+ retira grande parte dos custos.


razzzhá 4 meses
1º Nível - Baby Yoda

Acho que vai depender da rentabilidade dos canais. Enquanto os operadores tenha interesse em pagar pelos canais e enquanto houver contratos de publicidade suficiente, eles provavelmente vão manter-se.


diogofernandeshá 4 meses
10º Nível - Mickey

Não sei, têm acabado com imensos canais em vários países. E não acredito muito que nesses países os canais não fossem lucrativos.