disney-com-mais-diversidade-nas-suas-series-do-que-os-outros-canais
Disney com mais diversidade nas suas séries do que os outros canais

The Hollywood Reporter analisa representatividade nas séries infantis.

Filipe Teixeira, 28 de agosto de 2020 18:15

A "Doutora Brinquedos", que estreou em 2012 no Disney Junior, apresentou a primeira protagonista negra numa série de animação dedicada ao pré-escolar. Quase oito anos depois, mais de metade das séries da Disney e do Nickelodeon já apresentam pessoas de cor ou membros da comunidade LGBTQ como personagens principais.

A série de animação do Disney Channel, "The Owl House" (em português algo como "A Casa da Coruja"), que estreou nos Estados Unidos em janeiro e deverá chegar em breve a Portugal, conta com a primeira protagonista bissexual, uma jovem de 14 anos, da produtora.

Neste estudo ficou claro que das 56 séries dirigidas a crianças do Disney Channel, Nickelodeon, Cartoon Network e Netflix, 30 delas - cerca de 54% - têm personagens principais de populações tradicionalmente sub-representadas. De referir que foram excluídas séries como "SpongeBob SquarePants" e "PatoAventuras", onde as personagens são maioritariamente não humanas.

A Netflix e o Cartoon Network foram os que apresentaram os resultados menos positivos - abaixo de 50% de representatividade - tendo a Netflix uma percentagem de 47,8% e o Cartoon Network apenas 40%.

Disney Channel Disney Junior Nickelodeon Cartoon Network Netflix Nick Jr.

Entra na tua conta para poderes comentar e ganhar pontos, Clica aqui.