Publicidade

Disney pode lançar novo 'pacote' de desporto na Europa

Diogo Fernandes, 3 de outubro de 2023 21:53
Disney pode lançar novo 'pacote' de desporto na Europa

Um dos maiores desafios que a Disney enfrenta atualmente é como organizar a sua divisão desportiva, a ESPN. No início deste ano, a Disney separou a ESPN das suas atividades de entretenimento e parques temáticos, tornando-a numa divisão própria dentro da empresa.

A Disney procura também um parceiro estratégico para se tornar co-proprietário da ESPN, de forma a poder lançar uma plataforma de streaming ao consumidor nos próximos anos.

Enquanto nos Estados Unidos, a Disney opera atualmente o ESPN+ como a sua principal plataforma de streaming desportivo, que não possui todo o conteúdo dos canais ESPN devido a contratos existentes, internacionalmente a ESPN é um pouco incerta, mas as coisas podem estar a mudar. De acordo com o Wall Street Journal, a Disney está a discutir o lançamento de um novo pacote de desporto em direto do Disney+ em mercados fora dos Estados Unidos.

Em agosto, a Disney encerrou a sua aplicação desportiva ESPN Player em toda a Europa, Médio Oriente e África (nunca teve disponível em Portugal), que disponibilizava uma vasta seleção de diferentes tipos de desportos, incluindo futebol americano, de ligas como a XFL e a College. Internacionalmente, o Disney+ já possui muito conteúdo original da ESPN, mas não tem adicionado nada de novo à sua divisão desportiva, exceto a série "Bem-Vindos ao Wrexham" da FX, há meses. E desde o encerramento do ESPN Player em algumas regiões, muitas séries estabelecidas da ESPN já não estão disponíveis.

Internacionalmente, os direitos desportivos estão dispersos e existem diferentes sistemas em vigor. No Canadá, a ESPN não existe devido a um contrato anterior, enquanto recentemente a Disney estendeu um acordo com a Foxtel na Austrália para acesso ao conteúdo da ESPN. E na América Latina, o conteúdo desportivo é oferecido através do serviço de streaming Star+.

Adicionar desporto como um custo adicional poderia permitir que o Disney+ continuasse a ser oferecido a um preço mais baixo, uma vez que a cobertura de desporto em direto aumentaria os custos.  Enquanto a aplicação Star+ na América Latina continua a oferece uma vasta seleção de conteúdos, muitos fãs ficaram irritados com o lançamento do Star+, quando o resto do mundo recebeu conteúdos da Star da FX, ABC e 20th Television incluídos numa subscrição do Disney+, como é o caso de Portugal.

Com muitos serviços de streaming a começarem a oferecer algum conteúdo desportivo, a adição de um novo nível desportivo ao Disney+ internacionalmente poderia permitir uma receita adicional e tornaria o conteúdo disponível em mais lugares, de forma mais fácil, através de uma única aplicação. A Disney planeia lançar uma nova experiência de uma única aplicação ainda este ano nos Estados Unidos, permitindo que o conteúdo do Hulu fique disponível através do Disney+ nos Estados Unidos, o que já está disponível internacionalmente através do sexto hub, o Star.

Recentemente, a Warner Brothers Discovery anunciou que iria introduzir um novo nível desportivo no seu serviço de streaming Max nos Estados Unidos. Recentemente, também relançou a TNT Sports no Reino Unido. A empresa continua a oferecer o Eurosport como um complemento pago dentro do seu serviço de streaming Discovery+ em muitos países.

Oficialmente, a Disney ainda não anunciou os seus planos para lançar um nível desportivo dentro do Disney+ internacionalmente, por isso é desconhecido se isso vai acontecer ou se ainda está numa fase inicial, mas mais opções acabariam por ser melhores para os fãs e não obrigar todos os subscritores a pagar pelo desporto também é uma vantagem.



Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: