Publicidade

Equipa de produção de Borat 2 podia ter sido presa

Diogo Fernandes, 21 de março de 2021 20:39

Parece que Rudy Giuliani, ex-prefeito da cidade de Nova Iorque tentou processar a equipa de produção de Borat, o Filme Seguinte após a polémica cena do final do filme. Nesta cena vemos o político a beber um copo com a rapariga, e a tocar-lhe de vez em quando. Após os dois acabarem a conversa, vão para um quarto onde Giuliani se deita na cama e começa a tocar nas suas partes mais íntimas. Neste momento, Borat aparece a gritar, a dizer que a rapariga tem 15 anos e que é demasiado velha para o Giuliani.

Após a gravação da cena, e de acordo com a plataforma Deadline, a produtora, Monica Levinson, revelou que Rudy Giuliani tentou processar a equipa de produção através do contacto com diversas agências da polícia.

O ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani tentou fazer com que a equipe de Borat 2 fosse presa após a famosa pegadinha que encerra o filme. De acordo com o Deadline, a produtora Monica Levinson revelou que o político acusou a produção de extorsão para alguns de seus contatos na polícia da cidade:

Segundo se pode ler: "Ele alegou que estávamos a tentar roubá-lo, e nós não pedimos nada", e ainda "Ele chamou todos os polícias que conhecia em Nova Iorque e disse que foi extorsão, que foi um crime federal. Foi muito inteligente para mencionar isso."

Numa tenta de evitar quais quer problemas, a produtora afirmou que não puderam sair do Hotel enquanto esta situação não ficou resolvida.

Borat, o Filme Seguinte (Borat Subsequent Moviefilm), teve estreia na Amazon Prime Video a 23 de outubro de 2020, e teve muito boas reações pelas críticas, estando neste momento nomeado para dois Óscares da academia.



Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: