Publicidade

Final Explicado de "A Zona de Interesse": O que acontece?

Final Explicado de "A Zona de Interesse": O que acontece?

Com mais de duas décadas de experiência na indústria cinematográfica, Jonathan Glazer estabeleceu-se como um cineasta notável, caracterizado pela dedicação a uma visão única e pela cuidadosa elaboração de cada projeto. Apenas tendo realizado quatro longas-metragens ao longo da sua carreira, Glazer não se apressa, assegurando que cada filme que assume seja uma experiência que valha a pena para o espetador.

O seu trabalho mais recente, A Zona de Interesse, lançado pela A24 no ano passado, recebeu aclamação crítica e conquistou cinco nomeações para o Óscar, incluindo Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Som - este último, crucial para a narrativa. O filme aborda corajosamente um dos períodos mais trágicos da história humana, proporcionando uma abordagem cinematográfica que quebra de maneira brilhante as convenções tradicionais.

A Zona de Interesse é uma obra sombria e desconfortável, cuja natureza não convencional pode desafiar alguns espetadores. No entanto, as intenções e temas do filme tornam-se esclarecedores e incrivelmente ressonantes nos momentos finais, solidificando a maestria de Glazer na sétima arte.

A Zona de Interesse utiliza a visão para contar uma História, e o Som para Contar Outra

O uso magistral do som em A Zona de Interesse emerge como o elemento crucial que confere ao filme a sua atmosfera sóbria e horripilante. Enquanto a estética visual é frequentemente bela e contida, a paisagem sonora é incessantemente preenchida por tiros, gritos e um zumbido industrial baixo. Esses sons aparentemente inofensivos originam-se das máquinas utilizadas para execuções em massa e queima de corpos, permeando cada quadro com vislumbres escassos das fontes, como chaminés ardentes e comboios além da barreira protetora em torno da casa da família Höss.

A narrativa mantém os personagens e o espetador distantes das imagens mais esperadas em filmes sobre o Holocausto, revelando duas histórias conflituosas simultaneamente. Os horrores brutais de Auschwitz desenrolam-se como pano de fundo na paisagem sonora, enquanto o enredo principal centra-se num simples drama doméstico. A promoção de Höss e a mudança resultante criam tensões familiares, destacando a triste verdade de encontrar um lar ideal em meio a tanto mal.

A dissonância cognitiva da família Höss é evidente, pois negligenciam o sofrimento que supervisionam ativamente. Os tiros e gritos, representando vidas sendo tiradas em tempo real, misturam-se ao som quotidiano de pássaros cantando, adornando a banalidade das suas vidas. Essa dissonância entre o visual e o auditivo é a declaração mais contundente de "A Zona de Interesse" sobre o mal, explorando como comportamentos cruéis podem se tornar banais quando normalizados. O filme ressalta a perigosidade da banalidade do mal, lembrando-nos de que aqueles perpetradores eram, no fim das contas, pessoas comuns dessensibilizadas pela oportunidade de benefício pessoal ou pela ausência de impacto negativo nas suas vidas.

Final Explicado de A Zona de Interesse? Qual o significado da mudança temporal?

A Zona de Interesse termina com Höss a sair de uma festa que celebra o sucesso no campo de concentração. Tudo está relativamente a correr bem para ele. As suas condições de trabalho permitiram-lhe regressar a casa, e está a ser promovido como uma das figuras-chave responsáveis pelo "sucesso" do Holocausto. Nos minutos finais assombradores, Höss desce uma escadaria silenciosamente, parando duas vezes para vomitar. Será a sua consciência a alcançá-lo, ou talvez uma consequência dos poluentes no campo? O seu lar sereno está protegido das vistas dos horrores, mas as paredes e cercas não os podem salvar de respirar as cinzas que se espalham no ar e na água.

Enquanto Höss recupera a sua compostura, ele para por um momento e olha por um corredor que rapidamente se transforma em escuridão total, e o filme corta subitamente. O filme está agora nos dias de hoje, e mostram-se trabalhadores a limpar o museu memorial de Auschwitz. Montes de sapatos, uniformes de prisão, câmaras de gás, tudo arranjado para comunicar a enormidade e a brutalidade do trabalho da sua vida.

O filme corta de volta, e Höss ainda está a olhar para o corredor na escuridão, provavelmente tendo visto o que os espetadores viram também, uma visão de como ele será relegado para a história. Ele não pode distanciar-se do seu legado neste ponto, porque este acabou de o encarar diretamente. Höss continua a descer a escadaria, talvez em direção ao Inferno onde sabe que pertence. A Zona de Interesse conclui com um longo plano de espaço vazio, um ecrã negro, cuja visão o fará lembrar que pode ter esquecido de respirar durante a sequência final silenciosa e sóbria. Ainda assim, não há resolução. A cumplicidade do mal, a forma como as pessoas empurram para o lado os horrores que causaram para continuarem a viver as suas vidas mundanas. Estas são coisas com as quais Glazer quer que lidemos, porque não se tratam apenas do nosso passado, mas também do nosso presente e futuro. The Zone of Interest segura um espelho a um mundo que é passivo perante o mal de uma forma que deixará uma impressão assustadora.

A Zona de Interesse estreou em Portugal no dia 18 de janeiro de 2024.



Onde ver A Zona de Interesse Online?

JustWatch


Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: