Lupin Curiosidades: Conhece as melhores sobre a série da Netflix

Diogo Fernandes, 12 de outubro de 2023 14:13

Vem descobri alguns dos factos mais interessantes da série

Lupin Curiosidades: Conhece as melhores sobre a série da Netflix

Como um dos maiores sucessos entre as estreias da Netflix, hoje é altura de te falarmos das melhores curiosidades de Lupin. Agora que a Parte 3 de Lupin entrou no catálogo da Netflix, esta parece a oportunidade ideal para te falarmos um pouco mais sobre a série.

Se és um dos grandes fãs de Lupin e estás ansioso pela segunda parte da série, não percas as cinco melhores curiosidades que encontrámos abaixo:

1º O objetivo era garantir que Paris não parecesse 'demasiado turística'

Um dos principais desafios da série foi filmar Paris de uma forma cinematográfica, sem fazer com que parecesse demasiado como um postal. Para isso, Nuyens usou óticas clássicas Technovision Classic 1.5x da P+S TECHNIK. Estas lentes são inspiradas nas famosas óticas anamórficas Techno Vision dos anos 1960, muito populares na época, e também usadas em filmes como Apocalypse Now e Leon

"Estas óticas de abertura total têm um flare muito suave, com uma ligeira difusão", disse Nuyens. "Dá uma sensação organicamente texturizada à imagem que nos permitiu ter uma estética de conto de fadas moderno para Lupin ao evitar o uso de fumo, que não é permitido em locais como o Louvre".

2º Outra série da Netflix, When They See Us, foi uma inspiração

Uma das referências visuais que Nuyens forneceu a Conan foi na verdade outra série da Netflix, When They See Us, em particular para a renderização das suas óticas anamórficas, a câmara de sensor grande, a certa suavidade... mas com alguns ajustes para se adequar à nova série. "Para Lupin somos menos suaves e sombrios, para combinar melhor com a história", explicou Nuyens.

3º A Netflix sugeriu à equipa que dedicasse mais tempo à pesquisa

Antes de iniciar o processo de coloração, Conan revelou que "a Netflix sugeriu que reservássemos tempo para pesquisar e apresentar diferentes estados de espírito. Como Lupin é transmitido em HDR Dolby Vision, trabalhámos arduamente para mostrar uma imagem clara e de alta qualidade, em equilíbrio com a estética bastante suave que Christophe queria originalmente".

O Baselight permitiu então à equipa transcrever o LUT do filme que Nuyens estava habituado a usar para o fluxo de trabalho HDR Dolby Vision, o que ajudou a estabelecer um pipeline de gestão de cores recomendado pela Netflix.

4º O realizador Louis Letterier deu à equipa muita liberdade

"Discutimos o visual com o realizador Louis Leterrier, que me deu muita liberdade", disse Nuyens, que criou painéis de ambiente para fornecer referências visuais de cor e atmosfera para a série.

"Este trabalho serviu então como referência para a luz e decoração", continuou. "Por exemplo, para os flashbacks, escolhemos uma paleta de cores diferente da do presente, para iluminar um pouco mais, procurar os flares... Na coloração, aquecemo-la ligeiramente, mas a estética desejada já estava lá".

5º Cada episódio exigiu em média três dias de coloração HDR mais um dia para a passagem Dolby Vision SDR.

"A diferença essencial entre a coloração de um filme e de uma série de TV é o tempo, uma vez que quanto mais tempo tens, mais podes pesquisar, experimentar, recuar, mudar de ideias e entrar em mais detalhes", disse Conan.

“Em França, geralmente tens proporcionalmente metade a um terço do tempo para colorir uma série do que para um filme. Neste projeto, tive de gerir o meu tempo eficazmente, como fazes quando filmas ou noutra parte da pós-produção”.

6º Lupin é inspirado nos livros de Maurice Leblanc 

Sabemos que por várias vezes nos é mostrado um livro durante a série. Bem, o protagonista Omar Sy, que se encontra no papel principal, faz mais que um papel de uma série, ele é inspirado em Arsène Lupin, conhecido como O Ladrão de Casaca, o ladrão que realizou um assalto no Museu do Louvre, em Paris, França.

O livro escrito por Maurice Leblanc e que estreou em 1907, faz desta uma história com mais de uma centena de anos, que fez o seu sucesso devido à personagem peculiar que acompanhamos, "Um Ladrão Cavalheiro".

7º Esta não é primeira adaptação de Lupin

Arsène Lupin já tinha tido mais adaptações antes desta série da Netflix. São várias as adaptações que existiram desde 1910, no entanto nenhuma tente tanto sucesso como esta. O último filme desenvolvido foi Arsène Lupin - O Ladrão Sedutor, lançado em 2005.

8º A nova série da Netflix causa confusão para os fãs de Harry Potter

Para muitos pode não parecer possível, mas a verdade é que nos primeiros dias de estreia vários fãs confundiram o nome Lupin com Remo Lupin, um personagem da conhecida saga Harry Potter.

9º Os truques imprevisíveis

Os seus métodos são do mais inteligente que há, sendo descrito que ele chegou a usar injeções de parafina para inchar a pele ou uma bebida de quelidónia para provocar o efeito de dermatose (alergias na pele persistentes).

10º Parte 2 da série já está gravada e tem janela de estreia

Ainda sem uma data escolhida para a grande estreia, sabemos que os episódios da segunda parte já foram gravados, isto porque ambas as partes foram gravadas em conjunto no final de 2019 e inícios de 2020, tendo existido ainda paragens relacionados com o Coronavírus. Ainda assim, foi recentemente revelado que a segunda parte vai estrear no verão deste ano na Netflix.

O que achaste destas curiosidades? Deixa nos comentários as tuas opiniões.


Não te esqueças de deixares um gosto nas nossas páginas das redes sociais e ficar a par de todas as novidades em primeira mão. Estamos presentes no Facebook , Instagram , e ainda no Google Notícias.


Comentários
Convidado há 2 anos

Na verdade uma das melhores deste ano, sem dúvida o Omar Sy contribue e muito para o sucesso da série!!aguardando a segunda parte!!!



Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: