Publicidade

Morreu Michael Parkinson: Apresentador do Reino Unido com 88 Anos

Diogo Fernandes, 17 de agosto de 2023 11:52

O lendário apresentador e anfitrião de Talk Show's do Reino Unido, Michael Parkinson, faleceu aos 88 anos, segundo a sua família.

Um comunicado da família enviado à BBC dizia: “Após uma breve doença, o Sir Michael Parkinson faleceu pacificamente em casa na noite passada, na companhia da sua família. A família solicita que seja respeitada a sua privacidade e tempo para luto.”

O apresentador britânico foi uma presença constante nas telas do Reino Unido ao longo de uma carreira de sete décadas, e entrevistou as maiores estrelas do mundo no seu Talk Show de longa duração.

Entre os convidados de destaque estavam Muhammad Ali, Elton John, Madonna, Helen Mirren, Tom Cruise e Robert De Niro.

Parkinson recebeu tratamento de radioterapia para o cancro da próstata em 2013, tendo recebido alta dos médicos dois anos depois.

O Diretor Geral da BBC, Tim Davie, chamou-lhe “o rei do Talk Show e disse que ele tinha “definido o formato para todos os apresentadores e programas que se seguiram.”.

“Ele entrevistou as maiores estrelas do século XX e fez isso de uma forma que cativou o público”, acrescentou. “Michael não era apenas brilhante a fazer perguntas, ele também era um ouvinte maravilhoso.”.

Ele prosseguiu chamando-lhe “verdadeiramente único, um incrível apresentador e jornalista que fará muita falta”.

Nascido em 1935 perto de Barnsley, Parkinson começou como jornalista em jornais locais antes de trabalhar no The Daily Express, em Londres. Ele ingressou na TV nos anos 60, começando como repórter e apresentador em Twenty-Four Hours na BBC One.

Ele conseguiu o seu próprio programa, o Parkinson da BBC, em 1971, que durou inicialmente 11 anos e depois regressou entre 1998 e 2007, mudando-se para a ITV a meio. Durante este tempo, ele também apresentou vários outros programas.

Parkinson tornou-se conhecido por algumas das maiores entrevistas da segunda metade do século XX, às vezes gerando polémica e outras vezes obtendo verdades das estrelas da época.

Segundo as suas próprias contas, Parkinson entrevistou cerca de 2.000 celebridades. Outros com quem ele falou incluem Sir Ian McKellen, Peter Sellers, Billy Connolly, George Michael, Tom Hanks, David e Victoria Beckham e George Best.

No seu último programa em 2007, Parkinson lutou contra as lágrimas quando recebeu uma enorme ovação de pé, e foi nomeado cavaleiro pela Rainha Elizabeth II no ano seguinte. Desde então, ele continuou a escrever e a aparecer na TV e rádio.

Ele deixa para trás a sua esposa Mary Parkinson, uma jornalista e apresentadora britânica, e três filhos.

Agenda livre e homenagens inundam

A BBC cancelou a sua programação das 21h GMT (13h PT) esta noite para transmitir uma repetição do especial de aniversário Parkinson aos 50 anos, que foi ao ar em 2021 e viu o célebre apresentador olhar para trás sobre cinco décadas como comunicador. A repetição de hoje substituirá Who Do You Think You Are?, enquanto uma coleção de entrevistas clássicas de Parkinson está disponível para assistir no iPlayer.

Entretanto, as homenagens inundaram o Twitter após a notícia.

A BAFTA, que premiou Parkinson com o Melhor Desempenho de Entretenimento em 1999, disse estar “triste por ouvir” da sua morte, e que ele havia entrevistado “algumas das maiores estrelas do mundo” durante a sua carreira de sete décadas.

O apresentador Eamonn Holmes disse que tinha sido “um privilégio conhecê-lo dentro e fora das telas e aprender com ele”. “Eles já não fazem assim”, acrescentou.

Eddie Izzard chamou Parkinson de “o rei da entrevista inteligente”, enquanto o apresentador do Today, Nick Robinson, disse que ele era o “maior entrevistador da nossa era”.



Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: