Publicidade

Streaming "Lionsgate+" vai acabar na América Latina

Diogo Fernandes, 10 de agosto de 2023 16:16

Este ano, a Disney lançou a Lionsgate+ (anteriormente conhecida como StarzPlay) no seu serviço de streaming latino-americano, o Star+, como um extra premium. O extra inclui uma vasta biblioteca de entretenimento contado a partir de perspetivas frescas.

A razão pela qual a Lionsgate+ estava disponível dentro do Star+ deve-se a uma batalha legal em toda a América Latina devido a uma disputa sobre a marca Starz após o lançamento do Star+ na região. O acordo oferecia um pacote que incluía Disney+, Star+ e a StarzPlay, lançado no verão passado, requeria três aplicações separadas.

No entanto, foi revelado esta semana durante a chamada trimestral de investidores da Lionsgate pelo CEO, Jon Feltheimer, que vão encerrar a Lionsgate+ em toda a América Latina até ao final do ano de 2023.

"No âmbito internacional, após sermos abordados por um distribuidor chave na América Latina, celebrámos um acordo favorável que nos motivou a sair do território até 31 de dezembro, à medida que nos concentramos no serviço nos EUA e em outros territórios de língua inglesa, como o Reino Unido, Canadá e Austrália, enquanto continuamos a reduzir significativamente os custos do negócio."

O CFO, Jimmy Barge, também explicou mais detalhadamente:

"Como o Jon anunciou nas suas observações preparadas, após o final do trimestre, decidimos sair do mercado latino-americano. Esperamos sair completamente da América Latina até ao final de 2023. Como parte desta decisão, e após o trimestre, recebemos um pagamento acelerado de garantias de receitas contratuais futuras em atraso de um dos nossos maiores parceiros de pacotes. Esta compensação supera em muito os compromissos de conteúdo restantes no território e os custos de encerramento."

Atualmente, não se sabe para qual distribuidor chave o conteúdo da Lionsgate será transferido; é possível que a Disney tenha licenciado o conteúdo da Lionsgate, ou outra plataforma como a Netflix, Amazon ou um parceiro local tenha adquirido o conteúdo para distribuição.

Mas parece que a Disney pode ter encontrado uma solução para a opção de pacote na América Latina (o que talvez abra a porta para uma futura fusão entre a Disney+ e a Star+ na região). Embora não especifique a Disney como parceiro de pacotes, pode ter tido que pagar algum dinheiro para sair do contrato após o processo judicial sobre a marca Star.

O CEO, Jon Feltheimer, também foi questionado sobre a situação durante a sessão de perguntas e respostas durante a chamada de investidores, revelando um pouco mais sobre a sua saída da região.

"Mas, de uma forma geral, como dissemos, o dinheiro que recebemos vai mais do que cobrir os nossos custos de saída e os nossos compromissos nesse território. Verão isso acontecer nos próximos dois trimestres, mas não é excessivamente impactante. Mas é benéfico, é uma forma benéfica de sair do território."

Esperamos que mais detalhes sobre o que irá acontecer na América Latina sejam revelados ainda este ano.



Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: