vamos-perceber-o-final-do-filme-duna

Vamos a uma explicação sobre o final de Dune?

Diogo Fernandes, 24 de outubro de 2021 12:18

Dune é uma produção da Warner Bros. Pictures que mesmo muitos meses antes da sua chegada aos cinemas já causava furor por tudo o mundo. Todo a discussão que foi gerada fez a empresa decidir que este filme não iria estrear em simultâneo nos cinemas e HBO Max, ao contrário do que aconteceu com todos os filmes da empresa em 2021.

No entanto, após a sua chegada aos cinemas, muitos ficaram um pouco confusos ou curiosos acerca do final de Dune, já que existem diversas interpretações possíveis.

Conseguiste perceber o final? Vamos rever tudo com atenção!

ATENÇÃO AO SPOILER

É incrivelmente maravilho do realizador Denis Villeneuve a forma como este dá a entender que Dune será a "Parte Um". Este prepara o público de que esta não é será toda a história, para que quando chegar a conclusão do filme, não estejas simplesmente a pensar, "Espera, é isto?". À primeira vista parece ser uma conclusão confusa que nos deixa a pensar "Mas o que é que acabou de acontecer?". Paul (Timotheé Chalamet) e Jessica (Rebecca Ferguson) foram expulsos da sua casa, vemos a casa Harkonnen em ascensão, o Império finalmente começa a mostrar o que vale, e personagens heroicos como Duke Leto (Oscar Isaac) e Duncan Idaho (Jason Momoa) são acabam por ser deixados mortos. A ambição de Paul querer ficar com os Fremen não é um grande final, e isso, é acontece, porque simplesmente este não é o fim. Há um outro filme que Villeneuve sonha em fazer neste momento.

A conclusão do filme serve como recompensa para os sonhos de Paul sobre os Fremen e um sinal do que deve fazer. Então por que tem que de com um Fremen até à morte? E porque não concorda com a Jessica, quando esta diz que deviam tentar contra-atacar imediatamente contra o Imperium? No final é nos explicado que Paul está finalmente a mostrar quem realmente é, e vai ter de enfrentar o seu maior medo! Libertar o assassino que na realidade ele é!

Para um filme em que o lema mais ouvido é "o medo é o assassino da mente", ficamos a pensar no que é que o Paul realmente teme. No final do filme, temos a nossa resposta, pois há uma visão dele a conquistar mundos de modo a conseguir a paz, e é um destino que vai contra o pensamento deste jovem que não quer lutar ou causar mal aos outros. Sabemos que Paul não procura governar, mas agora que esta faceta está a ser forçada a sair após a morte do seu pai, e para trazer a paz a Arrakis, ele vai ter de se aliar aos Fremen, o que por sua vez significará mais luta contra os Harkonnen.

A conclusão de Duna é um começo em muitos aspetos. Paul atinge o seu destino no deserto, começando a tornar-se em quem realmente é (é notável que a maior parte do filme Paul é acompanhado por alguém que lhe ensina algo), e que só ele pode perceber qual é o destino dos Fremen. Do ponto de vista emocional, Paul enfrenta o seu medo, um medo que não podia reconhecer até ao momento certo. A batalha de Paul com os Fremen e o ser forçado a matar o homem antecipa o tema maior de Duna, que é que não há paz sem sangue, e que ninguém sobe ao poder sem sujar as suas mãos. Mas para Paul, a questão é se a escuridão que é necessária para governar vai consumi-lo.

Para descobrir o que vai acontecer a seguir vamos ter de esperar por Dune: Part 2.


Não te esqueças de deixares um gosto nas nossas páginas das redes sociais e ficar a par de todas as novidades em primeira mão. Estamos presentes no Facebook , Instagram , e ainda no Google Notícias.

Warner Bros. Pictures Curiosidades

Entra na tua conta para poderes comentar e ganhar pontos, Clica aqui.