Publicidade

"Mundo Jurássico 4": Gareth Edwards de "Godzilla" vai substituir David Leitch como realizador

"Mundo Jurássico 4": Gareth Edwards de "Godzilla" vai substituir David Leitch como realizador

Depois de anunciar uma janela de lançamento para julho de 2025, a Universal Pictures revela agora uma nova novidade para o próximo capítulo da saga Mundo Jurássico (no original, Jurassic World).

Segundo informações avançadas pelo Variety, o cineasta Gareth Edwards está em negociações com o estúdio para assumir a realização o novo filme e para calçar os sapatos que foram usados, ainda que brevemente, pelo realizador David Leitch (Deadpool 2).

O site avança que a Universal e a Amblin Entertainment, a companhia de Steven Spielberg (o criador da franquia), estão a movimentar-se tão rápido quanto velociraptores famintos com o filme, tornando-o num projeto de grande interesse.

Leitch estava em negociações no início de fevereiro para assumir o comando deste "Mundo Jurássico 4", porém, as duas partes separaram-se alegadamente pouco tempo depois. Tornou-se claro para Leitch que a sua contribuição criativa seria mínima devido ao estado acelerado do projeto e porque os produtores queriam ter uma mão mais firme após uma má experiência com o mais recente filme da franquia, Mundo Jurássico: Domínio. Isso também teria minimizado a participação da sua parceira e esposa de produção, Kelly McCormick. O filme já tem várias versões do guião, escrito por David Koepp.

Após Leitch sair, o estúdio e os produtores aventuram-se pelas selvas de Hollywood à procura de um realizador experiente em grandes produções de estúdio, que pudesse aceitar que um papel mais de executor do que de autor, capaz estar disponível rapidamente, pois o estúdio pretende iniciar as filmagens já em junho. A Universal tinha uma lista muito curta nas mãos, mas Edwards rapidamente destacou-se.

Gareth Edwards conhece bem os filmes que envolvem criaturas graças ao seu filme independente de sucesso Monsters e à sua estreia a trabalhar para um estúdio com Godzilla (2014), que lançou o Monsterverse da Legendary há uma década. O cineasta já enfrentou uma produção tumultuosa graças à sua experiência em Rogue One: Uma História de Star Wars. Também é considerado um "mago" em utilizar de forma inteligente o orçamento para efeitos visuais, demonstrado mais recentemente com o thriller de ficção científica do ano passado, The Creator, que, embora tenha sido feito por 80 milhões de dólares, parecia ter custado muito mais.

Os filmes "Jurássicos" são uma das franquias mais lucrativas da Universal, alimentando um ecossistema financeiro muito mais vasto, desde parques temáticos até a licenciamento de brinquedos. No total, a franquia arrecadou mais de 6 mil milhões de dólares nas bilheteiras. O sexta e mais recente capítulo, Mundo Jurássico: Domínio de 2022, ultrapassou 1 mil milhão de dólares em todo o mundo. O filme terminou com a humanidade a ter de aprender a conviver com os dinossauros, que se integraram completamente na natureza depois de escaparem do parque temático no filme de 2018 Mundo Jurássico: Reino Caído.

“Mundo Jurássico 4” estreia no dia 2 de julho de 2025, nos cinemas.



Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: