Publicidade

Gina Carano processa Disney três anos depois de ser despedida de "The Mandalorian"

Gina Carano processa Disney três anos depois de ser despedida de "The Mandalorian"

A atriz Gina Carano acaba de entrar em processo contra a Disney e a subsidiária Lucasfilm por a terem despedido da série The Mandalorian em 2021, devido a uma publicação nas redes sociais em que comparou ser Republicana a ser judia durante o Holocausto. (via THR)

O processo, apresentado num tribunal federal da Califórnia na terça-feira, alega despedimento injustificado e discriminação, bem como exige que o tribunal obrigue a Lucasfilm a recontratá-la e a pagar pelo menos 75 mil dólares em danos punitivos.

O site avança que o Elon Musk está a financiar o processo, seguindo a sua promessa de pagar as ações legais de pessoas que alegam discriminação devido a publicações no Twitter/X. No entanto, as publicações em questão originaram-se nos Instagram Stories de Carano.

"Como sinal do compromisso da X Corp. com a liberdade de expressão, temos orgulho em fornecer apoio financeiro ao processo de Gina Carano, capacitando-a a procurar a vindicação dos seus direitos de liberdade de expressão na X e a capacidade de trabalhar sem intimidação, assédio ou discriminação.", disse Joe Benarroch, chefe de operações de negócios do Twitter/X, numa declaração.

Carano desempenhou o papel de Cara Dune, uma soldado rebelde transformada em mercenária, nas duas primeiras temporadas de The Mandalorian, do Disney+. No entanto, ela foi imediatamente criticada quando partilhou uma publicação de uma conta diferente do Instagram em fevereiro de 2021.

"Os judeus foram espancados nas ruas, não por soldados nazis, mas pelos seus vizinhos... até mesmo pelas crianças. Porque a história é editada, a maioria das pessoas hoje em dia não percebe que, para chegar ao ponto em que os soldados nazis podiam facilmente reunir milhares de judeus, o governo primeiro fez com que os próprios vizinhos os odiassem simplesmente por serem judeus. Como é que isso é diferente de odiar alguém pelas suas opiniões políticas.", dizia a publicação.

No mesmo dia da publicação, a Lucasfilm e a UTA, a agência da atriz na altura, dispensaram-na. Porém, a UTA não é nomeada como ré no processo. O caso alega que a Disney é a culpada pelo facto da antiga agência de Carano ter despedido a atriz.



Onde ver The Mandalorian Online?

JustWatch


Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: